NEGRA SOU

A exposição "Negra Sou" conta com 9 artistas, representantes das colagens digitais e analógicas, e das cidades de Salvador, Feira de Santana e Ilhéus. À convite da CCR Metrô Bahia, trouxemos obras em homenagem ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, 25 de julho.


A data é um símbolo de resistência das mulheres negras. No Brasil, é também o Dia Nacional de Tereza de Benguela, líder quilombola símbolo de luta e resistência do povo negro. Após a morte do marido, José Piolho, Tereza assumiu o comando do Quilombo Quariterê e o liderou por décadas. Ficou conhecida por sua visão vanguardista e estratégica.


A Liga Baiana de Colagem tem o prazer de expor os trabalhos de Alana Bomfim, Carla Natane, Darlís, Jamile Fernandes, Keila Gondim, Marcele Keny, Milla Carol, Raiana Britto e Stela Maria, num espaço público de Salvador, território que carrega o título de cidade mais negra fora do continente africano. Esse espaço também nos pertence.


As obras são impressas em tamanho 1,65cm x 90cm, fixadas em totens instalados na Estação Imbuí.

Além da exposição física, também promovemos a opção virtual, em decorrência da pandemia de Covid-19. Você pode acessar o nosso PDF e conferir as obras que estão expostas.

1.png
Negra Sou Stories.png